30 de ago de 2015

Galo 2x1 Fluminense - Resumo da vitória sobre freguês carioca e a Avaliação dos jogadores

Segunda vitória seguida no Brasileirão e o Galo deixa pra trás os três jogos sem vencer e readquiriu a confiança necessária para embalar novamente na competição. Jogando no seu novo estilo (que não me agrada em nada) o Galo achou um novo jeito de vencer. Sem a interferência do arbitro, o jogo do Galo fora de casa é tão bom quanto em casa: Massacra o adversário em termos de posse de bola, domina o jogo inteiro, mesmo vencendo, mas não finaliza a gol a menos que esteja dentro da área. 

Galo foi a campo e foi pra cima. Empurrado pelos quase 4 mil atleticanos presentes no estádio o time jogou como se estivesse em casa. Após ter muito volume de jogo e poucos chutes a gol, o Galo conseguiu fazer uma jogada funcionar: A bola aérea. Em um rápido contra ataque, Luan achou Giovanni livre dentro da área para cabecear. 1 a 0 e domínio total do jogo, tudo que o técnico Levir queria. 

Ainda no primeiro tempo tivemos uma amostra de que um vacilo poderia mudar tudo. Após passe errado de Giovanni Augusto, o adversário puxou um rápido contra ataque e Jean saiu cara a cara com Victor, mas mandou pra fora. No início do segundo tempo, mas uma jogada errada e a defesa em linha, tudo que o adversário precisou para, dessa vez, empatar o jogo. E o jogo mudou até os 10 minutos, quando o Galo finalmente acordou resolveu incomodar o adversário.

Apesar de voltar a agredir, o Galo não conseguia finalizar e não levava vantagem nas bolas aéreas. Levir então fez duas alterações e trocou os cansados Luan e Thiago Ribeiro por Dátolo e Patric. O time ficou mais solto e as jogadas começaram a ser criadas. Em uma delas, Giovanni achou Patric livre que lançou pra Marcos Rocha, que entrou livre na área e rolou pra trás, onde estava Patric, o iluminado, que de perna esquerda mandou pro gol. 

Gol da virada e nada de maraca em silêncio. Da TV se ouvia os gritos de "Valeu a Pena, Galô!!" ecoado pela maior torcida no estádio. 

Após o segundo o Galo teve ao menos duas ótimas chances de fazer o terceiro, mas parou no goleiro adversário. E no fim do jogo, o travessão salvou o Galo, que 1 minuto depois, comemorou mais uma vitória na competição, a 5ª fora de casa.

O Fluminense é agora o maior freguês do Galo em pontos corridos. São 12 vitórias e 7 empates em 24 jogos entre as equipes.

Victor (7,0):  Fez ótimas defesas e ajudou o Galo a sair com a vitória. 

Marcos Rocha (7,0): Voltando a velha forma aos poucos. Hoje falhou nos gols, mas foi o autor da assistência pro gol da vitória do Galo. 

Leo Silva (7,0): Muito seguro, Leo ganhou a maioria das bolas divididas e na bola aérea foi o principal jogador do Galo ofensivamente e defensivamente.

Jemerson (6,5):  Bastante seguro, foi guerreiro e segurou o impeto do adversário. 

Douglas Santos (7,0): Lateral de seleção, comportou-se como tal e fez uma grande partida.

Rafael Carioca (7,0): Dominou o meio campo, fez o time andar e o estilo de jogo de posse de bola, faz o seu jogo melhor muito. Foi importantíssimo para o Galo mais uma vez. 

Leandro Donizete (6,5): Leão dentro de  campo, correu e lutou pelo Galo e mais uma vez deu uma caneta no adversário, mostrando estar em plena forma. 

Giovanni Augusto (7,5): Participou dos dois gol e também da maioria das jogadas de ataque. Jogando como um verdadeiro 10 do futebol brasileiro, muito acima do que Guilherme vinha produzindo.

Thiago Ribeiro (6,0): Único mal na partida, Thiago não consegue repetir as boas atuações de antes. Arriscou um bom chute e só, no segundo tempo não conseguiu dar sequência em nenhum lance.

Luan (6,5): Correndo como pode, Luan ajudou na marcação. Já no ataque, não foi brilhante, mas foi um motor pelo lado direito e ainda foi o autor da assistência pro primeiro gol. 

Pratto (6,5): Brigou e tentou achar espaços, mas não recebeu nenhuma bola para que pudesse finalizar.

Imagem: Buda Mendes/Getty Images


Substitutos:

Dátolo (6,5): Entrou e deu aumentou a produtividade no lado esquerdo.

Patric (7,0): Entrou no lugar de Luan e deu um novo gás na equipe. Participou de boas jogadas e foi coroado com um gol.

0 comentários:

Postar um comentário