10 de ago de 2013

Galo joga mal mais uma vez, e só empata com o Náutico fora de casa

(Foto: Paulo Paiva)
Fala, Massa!!

Mais uma vez a arbitragem complicou, mas hoje não podemos colocar a culpa só nela, o Galo também foi muito mal. Esse era o momento de voltar a vencer, o time do Náutico é fraco, mas o Galo entrou no jogo dele, e acabou jogando a mesma bola do time da casa. Na quarta não teremos o Jô que irá servir a seleção. Espero que o Cuca acabe, pelo menos neste dia, com a formação com 3 atacantes, porque sem o Bernard não existe essa formação. Eu apostaria no Tardelli e Luan na frente.


Os pernambucanos estão na última posição da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e convivem com a corda no pescoço - nunca deixaram a zona de rebaixamento nesta temporada. O Galo, que ainda comemora a conquista da Taça Libertadores, desde que bateu o Olimpia, nos pênaltis, não sabe o que é conquistar uma vitória. Com o empate por 0 a 0, neste sábado, na Arena Pernambuco, em confronto válido pela 13ª rodada da competição nacional, já são cinco jogos, com três derrotas e dois empates. No último lance do jogo, em uma disputa no alto, João Felipe reclamou de falta de Jô, mas acabou acertando a bola com um soco - os atleticanos queriam a marcação do pênalti. O árbitro do Rio Grande do Norte Ítalo Medeiros de Azevedo nada marcou. Após o jogo, o atleta do Timbu alegou que não teve a intenção de botar a mão na bola.

- Ele me deu uma cotovelada, eu tentei me proteger, e a bola bateu na minha mão - disse João Felipe em entrevista ao SporTV.

Para a partida, os treinadores armaram as equipes, pelo menos na teoria, respeitando muito os adversários. O Náutico, em situação muito complicada na tabela de classificação, entrou com a obrigação de marcar pontos. Desta forma, perder seria uma tragédia. Zé Teodoro, antes do início do jogo, anunciou que esperaria o Atlético e buscaria apenas as jogadas de contra-ataque. Já Cuca, comandante do Galo, na ausência forçada de Diego Tardelli, lesionado, optou por uma formação mais defensiva, com quatro volantes no meio-campo (Pierre, Josué, Richarlyson e Rosinei). Tudo para, segundo o próprio treinador, ser mais competitivo em jogos fora de casa.


Náutico 0 x 0 Atlético

Náutico
Ricardo Berna; Auremir, João Filipe, William Alves e Dada (Leandro Amaro); Elicarlos, Derley, Rodrigo Souto (Jones Carioca) e Tiago Real; Maikon Leite e Oliveira (Rogério).
Técnico: Zé Teodoro

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Josué (Lucas Cândido), Rickarlyson (Alecsandro), Rosinei (Carlos) e Ronaldinho Gzúcho; Jô
Técnico: Cuca

Motivo:
 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Arena Pernambuco
Data: sábado, 10 de agosto de 2013
Árbitro: Italo Medeiros de Azevedo/RN
Assistentes: Marco Antônio de Mello Moreira/GO e Andréa M. Marcelino de Sá/RJ
Cartão Amarelo: Leonardo Silva (Atlético) e Derlei (Náutico)

Público: 19.997
Renda: R$ 508.430

Saudações Alvinegras!!


  @SamukaS9  

1 comentários:

Richarlyson, Rosinei??? Não dão liga e nem se ligam... E a MASSA, ligada, vai continuar cobrando. Como se não bastasse o zero a zero ruim, mais uma vez a arbitragem meteu a mão. www.euvistoacamisadogalo.com.br

Postar um comentário