23 de jul de 2013

Acreditaremos até o fim!!!



Falaa, Massa!!!

Dormir??? Não sei o que é isso a muito tempo!! Desde o primeiro momento que o Galo entrou nessa Libertadores, nós Atleticanos não dormirmos direito, não fazemos nada direito, porque sabemos que durante a semana vai ter GALO. Nunca vi tanto Atleticano ligados em superstições, numerologia, como nessa libertadores, "Primeiro jogo do Galo na Libertadores é no dia 13, e tinha 13 anos que o Galo não disputava a libertadores, e faltam 13 jogos para a final..." e aqui estamos!! E se Deus quiser (E ELE QUER), com muita luta, RAÇA, FOCO, HUMILDADE, E DETERMINAÇÃO vamos comemorar esse título.

No treinamento, o tradicional rachão em campo reduzido, que já é praxe na programação de Cuca nos dias que antecedem os jogos. Inclusive, o treinador roubou a cena ao participar da atividade e marcar dois gols, decretando a vitória do time sem colete, por 8 a 5. O volante Pierre, capitão do time derrotado, ainda tentou amenizar.

- O Cuca foi muito bem mesmo, mas ainda tem que correr atrás, porque meu time ainda está em vantagem nos duelos ao longo do ano – disse.

Depois do treino, os jogadores abusaram das cobranças de falta e de pênalti, já prevendo uma possível decisão nas penalidades. Se o Galo vencer por dois gols de diferença no tempo normal, e a vantagem for mantida na prorrogação, a decisão será nas cobranças de pênalti.


Ao final de todas as atividades, foi a vez da família entrar em campo, literalmente. O volante Josué brincava com a filha, assim como o zagueiro Réver, que aproveitou a presença da pequena Alícia. O clima contagiou as filhas de Junior Cesar, que entraram na brincadeira, junto com Bernard, Diego Tardelli e Victor.


                                          
    Colaboração para fazer o mosaico.


ATLÉTICO X OLÍMPIA 


ATLÉTICO
Victor; Michel, Leonardo Silva, Réver e Júnior César; Pierre, L. Donizete, Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli; Bernard e Jô
Técnico: Cuca


OLIMPIA
Martín Silva; Candia, Manzur, Hermínio Miranda e Benítez; Eduardo Aranda, Wilson Pittoni, Matías Gimenez e Alejandro Silva; Juan Manuel Salgueiro e Fredy Bareiro
Técnico: Hugo Ever Almeida

Motivo: Segundo jogo da final da Copa Libertadores
Local: Estádio Mineirão
Data: quarta-feira, 24 de julho
Hora: 21:50
Árbitro: Wilmar Roldan 


Saudações Alvinegras!

  @SamukaS9   

0 comentários:

Postar um comentário