13 de mar de 2013

Galo supera The Strongest na altitude e volta classificado

Ronaldinho e Tardelli comemorando o primeiro gol da partida.



Fala, Massa!!!

O Galo ganhou até da altitude. Na noite desta quarta-feira, o Atlético, na raça, bateu o Strongest, da Bolívia, por 2 a 1, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo 3 da Taça Libertadores. A equipe brasileira, enquanto teve fôlego, mandou na partida, dominou as ações e esteve à frente no placar, com um gol marcado por Diego Tardelli, logo nos primeiros minutos. Mas o ar rarefeito da cidade de La Paz, a 3.600 metros de altitude, prejudicou os jogadores do clube mineiro. A bola rápida, resultado da menor resistência do ar, traiu o goleiro Victor, que, no fim do primeiro tempo, soltou nos pés de Reina uma bola chutada da intermediária. Mas, na vontade, quando o empate já estava encaminhado, Serginho criou a jogada para que Méndez, todo atrapalhado, marcasse contra o patrimônio. E o Galo está nas oitavas de final.


Com a bola rolando, cada time procurou explorar seu potencial. O Atlético não abriu mão de trabalhar jogadas para se aproximar da meta adversária. Já o The Strongest arriscou quase todas de fora da área, aproveitando a velocidade maior da bola na altitude.

Antes de abrir o placar, o Galo desperdiçou duas boas chances. Aos quatro minutos, com Jô, que chutou para fora, e aos sete, com Réver, que cabeceou e exigiu boa defesa do goleiro Vaca.

O gol saiu aos nove minutos. Jô tentou duas vezes até cruzar a bola na cabeça de Diego Tardelli, que completou para as redes: 1 a 0.

O Atlético ainda teve mais duas oportunidades, com Bernard, que parou na defesa de Vaca, e Tardelli, que finalizou para fora.


Se criou chances no ataque, o Galo não soube bloquear a jogada mais perigosa e já esperada do The Strongest: os chutes de fora da área. Os bolivianos ameaçaram principalmente pelo lado direito da defesa atleticana.

Chumacero, aos oito minutos, Torrico, aos 12, Escobar, aos 18, Cristaldo, aos 24, 28 e 43 minutos, levaram perigo ao gol de Victor. No último chute de Cristaldo, o The Strongest empatou a partida. O goleiro Victor não segurou e Reina aproveitou o rebote para fazer 1 a 1.

No segundo tempo, o Atlético até teve dois bons lances, com Tardelli, de frente para o gol, travado no momento do chute, e Bernard, que bateu por cima. Mas o time recuou demais, errou muitos passes e parou de segurar a bola no ataque.

O The Strongest cresceu. Aos 10 minutos, Leonardo Silva, em cima da linha, salvou o Galo. Os chutes de fora da área seguiram ameaçando.

O Atlético apostou nos contra-ataques. Aos 24 minutos, o Atlético teve tudo para fazer o gol. A troca de passes terminou com Barrera desviando antes de a bola chegar para Jô, livre, marcar.

O gol da vitória saiu aos 37 minutos. Serginho recebeu na direita e cruzou para Jô. Atrapalhado no lance, o zagueiro Mendez acabou fazendo gol contra: 2 a 1. (Fonte: Super Esportes e Globo Esporte)



Notas

Victor: 6
Marcos Rocha: 6
Réver: 7,5

Léo Silva: 7
Junior César: 6
(Richarlyson: 6)
Pierre: 7 
Donizete: 7,5
Ronaldinho: 6
Tardelli: 7,5
(Luan: 7)
Bernard: 6 
(Serginho: 6,5)
Jô: 7



THE STRONGEST X ATLÉTICO

THE STRONGEST 
Vaca, Bejarano, Mendez, Barrera e Torrico; Soliz, Chumacero, Veizaga (Ramallo) e Cristaldo (Melgar); Escobar e Reina. Técnico: Eduardo Villegas

ATLÉTICO
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Junior César (Richarlyson); Pierre, Leandro Donizete; Diego Tardelli (Luan), Ronaldinho e Bernard (Serginho); Jô. Técnico: Cuca

Motivo: 4ª rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores
Estádio: Hernando Siles, em La Paz (BOL)
Data: 13 de março de 2013

Gols: Tardelli, 9min 1ºT; Reina, 43min 1ºT; Mendez (contra), 36min 2ºT

Árbitro: Julio Quintana (PAR)
Assistentes: Carlos Cáceres (PAR) e Eduardo Cardozo (PAR)

Cartão amarelo: Marcos Rocha (ATL); Bejarano, Torrico, Escobar (STR)


GOLS

Saudações Alvinegras!

  @SamukaS9


0 comentários:

Postar um comentário