13 de fev de 2013

Ronaldinho brilha, e Atlético começa a Libertadores com o pé direito

(FOTO DE RODRIGO CLEMENTE)

Fala, Massa!!!

Que Jogão!!! O confronto prometia ser espetacular. Em campo, três campeões mundiais pela seleção brasileira (Rogério Ceni, Lúcio e Ronaldinho Gaúcho), craques consagrados e jovens promissores. Além disso, um ambiente propício ao grande espetáculo: estádio lotado - 18.187 pagantes -, e tensão no ar garantiam dramaticidade à partida. A estreia de Atlético-MG e São Paulo na fase de grupos da Taça Libertadores teve todos esses ingredientes, e mais uma pitada de esperteza, na vitória do Galo por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Independência, em Belo Horizonte.

Com tantos craques e possibilidades, um dos lances decisivos da partida saiu numa jogada estranha, imprevisível, inesperada. Ronaldinho Gaúcho, o maestro do Atlético-MG, aproveitou-se de um descuido incrível da defesa são-paulina e, livre na área adversária, recebeu a bola após cobrança de lateral. Sem marcação, bastou tocar para o atacante Jô, que mandou para as redes. O detalhe curioso do lance é que R10, ao perceber que a bola estava parada, foi beber um pouco de água com Rogério Ceni, que lhe ofereceu a garrafa.
- Foi sorte. Eu estava limpando a boca e, quando vi, o juiz autorizou a cobrança. Não foi nada ensaiado - afirmou Ronaldinho Gaúcho, na saída do primeiro tempo.

De propósito ou não, o lance contribuiu para garantir os primeiros três pontos ao Atlético-MG na Taça Libertadores 2013. E Em mais uma jogada sensacional de Ronaldinho Gaúcho, que driblou pela direita, passou por dois adversários e cruzou com perfeição, Réver cabeceou com estilo para marcar o segundo gol do Galo. Já no fim da partida, Aloísio ainda diminuiu o placar, em ótima enfiada de bola de Luís Fabiano. Mas já era tarde. Embora tenha crescido de produção no segundo tempo, avançado um pouco a marcação, o São Paulo não jogou o suficiente para conquistar o empate.

TIMES
Atlético
VICTOR, MARCOS ROCHA, LEONARDO SILVA, RÉVER, JUNIOR CESAR, PIERRE, LEANDRO DONIZETE, BERNARD (RICHARLYSON), RONALDINHO GAÚCHO, DIEGO TARDELLI (LUAN), JÔ (ALECSANDRO)
TEC: CUCA

São Paulo

ROGÉRIO CENI, PAULO MIRANDA (ALOÍSIO), LÚCIO, RHODOLFO, BRUNO CORTEZ, WELLINGTON, MAICON, DENILSON, JADSON (PAULO HENRIQUE GANSO), DOUGLAS, OSVALDO, LUIS FABIANO
TEC: NEY FRANCO

NOTAS

Victor: 9
Marcos Rocha: 6
Réver: 9
Léo Silva: 8
Junior Cesar: 7,5
Pierre: 8
Donizete: 7,5
Bernard: 8,5
Ronaldinho: 9
Tardelli: 7,5
(Luan: 7)
Jô: 8,5

Destaques

Ronaldinho: Além de dar assistências, meia comandava o time com instruções a seus colegas dentro de campo.

Bernard: De um lado, para o outro, ele infernizou a zaga São Paulina.

Victor: Fez defesas importantíssimas durante o jogo.

Réver: O verdadeiro "Xerife" da zaga alvinegra, além do gol, ajudou muito a zaga.

Tardelli: Pelo pouco tempo de treinamento, fez uma bela partida, e ajudou muito na marcação. Será muito útil para esse time do Galo.

Luan: Jogou pouco tempo, mas mostrou ser um jogador habilidoso, rápido e que ajuda na marcação também.

Informações Gerais 

Gols: Jô, Réver e Aloísio
Público: 18.187 pagantes
Renda: R$ 961,230,00
Cartões: Paulo Miranda, Lúcio, Jadson (SP). Luan (CAM).



Melhores Momentos
 


















                                         #CaiuNoHortoTáMorto


                                                        Saudações Alvinegras!

                                                              @SamukaS9


0 comentários:

Postar um comentário