7 de mai de 2012

Vantagem inalterada!


Mais uma vez o Galo não saiu com a vitória. Mas dessa vez a culpa maior foi da arbitragem. O despreparado arbitro entrou nervoso, e acabou estragando a festa. Distribuiu cartões amarelos a rodo e no fim ficou com dó de expulsar. Inverteu faltas, assinalou impedimentos errados, e ainda inverteu lateral e escanteio.

Primeiro tempo começou morno para o Galo. O América chegava mais, veio pra cima. Giovanni novamente brilhou e segurou. Mas o Galo começou a sair do sufoco. Aos poucos com a genialidade de quem menos se esperava - Guilherme - o time passou a acertar os contra-ataques e sair várias vezes na cara do gol. 
Para a sorte do América e azar nosso, a pontaria do Galo estava péssima. Bernard perdeu dois gols, além de matar os contra ataques, mas quem realmente não ajudou para que o Galo abrisse o placar foi Neneca. O goleiro do América pegou tudo que foi no gol no primeiro tempo.

Primeiro tempo terminou mesmo 0 a 0. Mas o segundo já começou eletrizante. O Galo voltou em cima e o América era quem puxava os contra-ataques. O Galo pressionava, Neneca fazia o impossível.

Do outro lado Giovanni sempre seguro, dava tranquilidade a defesa e principalmente ao torcedor. Em uma cobrança de falta de Mancini, Neneca salvou o que seria o primeiro gol do Galo. Mas no escanteio seguinte, Mancini bateu, Lima desviou e André, livre, desviou para dentro do gol.

Ai a Massa incendiou. O América veio pra cima com tudo. O Galo se fechou, mas nao conseguia sair nos contra-ataques. E daí veio o perigo. Tivemos a chance de fazer 2 a 0 e liquidar a partida, mas Guilherme chutou pra fora.

O Arbitro deu 4 minutos de acréscimo, o tempo necessário que o América precisava. Em um lance de escanteio, a bola faz a curva, bateu na trave e foi pra fora. Tiro de meta para todos os jogadores, que já iam deixando a área, mas não para o Sr. Estraga Festa, que foi lá e marcou escanteio. Na cobrança a bola ficou na zaga, depois de um chute sobrou livre para Bruno empatar. E pior, o Bruno estava impedido.

Fim de jogo e a Massa protestou, vaiou quem tinha que vaiar e deu moral para o time, que pela segunda vez no ano, entrou em campo com vontade de ganhar, mereceu ganhar, deu raça mas sofreu o empate. Mas semana que vem tem mais. 

@ThalesEduardo13

Notas: 

Giovanni nota 7,7: Seguro, fechou o gol do Galo. Passou segurança a zaga e a torcida. Feaz defesas importantes e não teve culpa no gol que sofreu. 

 Marcos Rocha nota 6,8: Não foi decisivo, fez até uma boa partida, mas cometeu muitas altas e não conseguiu se aventurar no ataque. No jogo em que teve liberdade, pouco fez em campo.

Réver nota 7,5: Foi um verdadeiro paredão. Por ele o adversário não conseguiu passar. Além disso armou vários contra-ataques e quase fez seu gol.

Lima nota 7,3: Marcou muito bem, mostrou que merece um novo contrato. Muito seguro, até entregou a bola em um lance, mas prontamente ele mesmo se recuperou.

Rafael Marques nota 7,1: voltou de contusão, jogou bem. Seguro e firme nos desarmes.

Richarlyson nota 5,5: Pior em campo nitidamente. Não por ser um mal jogador, mas não joga com vontade, não corre pelo time, não da gás, não entra em confronto pela bola contra o adversário e prejudica demais a equipe. Merece todas as vaias recebidas. 

Pierre nota 7,5: Cão de guarda, teve que cometer várias faltas. Ajudou a zaga e também ao ataque, ao fazer boas reposições de bola. 

Serginho nota 7,7: Um dos melhores em campo, Serginho distribuiu o jogo, chamou a responsabilidade e mostrou mais uma vez que contra o América ele é decisivo. Pena que não fez seu gol e nas assistências os remates foram pra fora.

Bernard 6,0: Não fez nada em campo. Simples assim. Resumindo em campo, quando recebeu a bola perdeu logo em seguida. Errou 2 gols clarissímos, errou passes e cruzamentos. Fraco.

Guilherme nota 8,1: Melhor em campo disparado. Jogou como um verdadeiro camisa 10. Deu passes maravilhosos, enfiadas de bola. Domínios espetaculares, jogou demais, mas jogou sozinho. Caiu o desempenho no final do segundo tempo, devido a falta de ritmo e também por ter ficado 20 dias de fora.



André nota 7,4: Fez seu gol, quase marcou outros dois. Errou um debaixo da trave, mas para sua sorte estava impedido. Não jogará a próxima partida. 

Dudu Cearense nota 6,9: Entrou e não comprometeu, deu sangue, correu com vontade.

Mancini nota 7,1: Entrou e mudou a cara do time. Depois que entrou foi 11 contra 11, já que Bernard estava morto em campo. 

Carlos César nota 6,9: fez o feijão com arroz e ficou só na marcação.


0 comentários:

Postar um comentário