18 de mar de 2012

Vitória suada em um pasto!

Hoje Galo e Villa se enfrentaram no Alçapão do Bomfin em um gramado horrível, como o de costume, o Galo buscava manter os 100% de aproveitamento no campeonato e o Vila entrar no G-4.

O início do jogo foi com o Galo pressionando o time do Villa, que jogava atrás para tentar sair no contra-ataque, e mesmo com um gramado que não ajudava em nada o Galo que é muito mais técnico que o Leão foram criadas algumas chances no início do jogo mas infelizmente não foram aproveitadas, e a estratégia do técnico Mauro Fernandes deu certo o time conseguiu um contra-ataque e depois de um chute errado do lateral Alex Santos a bola sobrou para o centro-avante Eliandro em posição legal mandar para o Gol, Villa 1x0. Após o Gol o Leão se fechou ainda mais e o Galo não conseguiu criar grandes chances no segundo tempo.

Na etapa final o técnico Cuca resolveu mudar e tirou o Richarlyson e Escudero para a entrada de Triguinho e Wesley, essas mudanças não tiveram muito efeito no início do segundo tempo o Galo continuava pressionando mas sem criar muitas chances de gol, mas essa situação mudou quando Neto Berola foi para o jogo no lugar de Mancini e assim sim começou a reação alvinegra. Depois de uma grande jogada pela esquerda Berola tabelou com Wesley e mandou para as redes empatando o jogo, ainda havia 15 minutos para buscar a virada e os jogadores mostraram muita vontade de vencer e manter os 100% na temporada, o fim do jogo foi só com o Galo pressionando e após um chute errado de Pierre a bola sobrou para Rafael Marques que como se fosse um centro-avante mandou para o gol, Galo 2x1. Depois de fazer o gol o time deu uma administrada até o árbitro apitar o fim do jogo.

Tem que ficar como lição para os jogadores e para o técnico Cuca é que se o Galo jogar assim contra times de Série A vai perder, tem que trabalhar muito porque a partir das oitavas da Copa do Brasil vai começar a complicar muito e já passou da hora de conquistar um time à nível nacional.


Notas ( por @thaleseduardo13)

Renan Ribeiro nota 5,9: Péssimo dos Péssimos. Saiu mal várias vezes, passa insegurança e não saber sair pra cima do atacante. Goleiro com futuro, mas precisa de um goleiro mais experiente para ensiná-lo. Falta apoio e em quem espelhar.

Marcos Rocha nota 7,0: Sempre bem no apoio, ganha todas no ataque, cruza e fenaliza muito bem.

Réver nota 7,8: Melhor em campo. Sempre seguro Réver não deu moleza aos adversários e ganhou todas as divididas, além de roubar bolas sem falta e saber sair jogando como ninguém.

Rafael Marques nota 7,5: Muito bem na parte defensiva, ainda teve oportunismo para fazer o gol da virada.

Richarlyson nota 6,5: Não foi espetacular e nem péssimo. Não comprometeu. Fez boas e más jogadas. Não voltou para o segundo tempo por opção técnica. No lance do gol foi ele quem deu condição para o atacante do Vila marcar.

Donizete nota 7,0: Muito bem no desarme errou menos passes e ainda se arriscou no apoio ao ataque.

Pierre nota 7,0: podia ter rendido mais, sentiu o cansaço, mas mesmo assim esteve a um nível aceitavel.

Escudero nota 6,5: Não criou nenhuma jogada, errou inúmeros passes e não finalizou. Jogador acanhado em campo.

Mancini nota 6,9: Teve suas oportunidades mas finalizou mal. Bateu todas as faltas com perigo, mas falta velocidade. Não possui bom passe, mas ainda pode ser um finalizador. Só não pode continuar jogando como meia.

André nota 6,5: A bola não chegou. Ele tentou, lutou mas o gol não saiu. Fatalidade.

Guilherme nota 6,9: Jogou bem no primeiro tempo, depois sentiu cansaço. Aos poucos vai mostrando seu futebol, agora me dá sinais para ter esperança de bom futebol.

Neto Berola nota 6,9: Entrou, se movimentou bem, fez o gol de empate, mas ainda não é o Berola que conhecemos. Pode e vai fazer muito mais.

Triguinho nota 6,5: Entrou e não melhorou em nada. Fraquíssimo no apoio e razoavel na marcação. Sentiu a falta de jogo.

Wesley nota 6,7: não mudou a cara do time como era esperado pelo treinador. Fez um jogo mediano de acordo com seu nível de futebol. Não é jogador para o Atlético. Apenas um reserva.

E você concorda com as notas? Envie sua sugestão de nota. Comente!

1 comentários:

Mais uma vez vc definiu muito bem. Esse pasto não pode ser chamado de campo, alías é até uma ofensa aos criadores de gado que tem seus pastos bonitos, até em melhor estado. A federação Mineira vê isso acontecer todo ano e não faz nada. Esse dias o João Vitor Chavier falou algo bem interessante, a Arena do Jacaré quando foi aumentada para 20 mil, que é um desperdício, depois do indepêndencia pronto, quem vai jogar lá, o Democrata hj segundona do mineiro. Essas melhoria poderiam ser feitas no Castor Cifuentes, que é muito mais perto de BH e tem muito mais conteúdo, pois o Vila leva mais torcida a campo que o América. Teríamos em 2010 e 2011 galo jogando em Nova Lima, muito mais perto, aliás em alguns pontos de BH é divisa. Mais uma vez imcompetência política e jogo de interesse. Mesmo com as dificuldades ganhamos e assim deve continuar, rumo ao título.
Valeu.

Postar um comentário