29 de jun de 2011

Galo busca vitória em meio de má fase

Jorge Gontijo/ EM DA Press

Há quatro jogos sem vencer, o Galo enfrenta nesta quinta o Internacional na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, às 21 hrs. O time não vem tendo boas apresentações. No último jogo o time sofreu a virada do Flamengo no segundo tempo, levando quatro gols em pouco tempo. Guilherme comentou sobre os erros cometidos pelo time:

- É um jogo para se esquecer, apagar. Eu não sei o que aconteceu, mas não pode acontecer de novo. Eu acho que tirando o jogo do Flamengo, a gente tem feito bons jogos, tem feito os gols. Mas quando se tem os empates, tem a impressão de que o ataque não foi bem. Mas eu acho que foram até bons. Ruim mesmo foi este último jogo.

A última vez que o Atlético superou o Colorado foi em outubro de 2002, em partida válida pela primeira fase do Brasileirão. Com dois gols de Kim e outro de Marques, o Galo, treinado por Geninho, venceu por 3 a 2 a equipe gaúcha, que tinha Celso Roth no comando.

Mudança no time.

A principal mudança no Galo em relação ao time que jogou contra o Flamengo é a entrada de Richarlyson no lugar de Giovanni Augusto. Dorival falou sobre o jovem jogador:

- O atleta, de repente, sobe e desponta num crescimento natural, alcança uma regularidade e depois começa a ter uma caída. É normal. Infelizmente acontece com a maioria dos jogadores. É momento dele começar a dar uma repensada, até porque tem qualidades suficientes para se manter na nossa equipe.


Tabu


A última vez que o Atlético superou o Colorado foi em outubro de 2002, em partida válida pela primeira fase do Brasileirão. Com dois gols de Kim e outro de Marques, o Galo, treinado por Geninho, venceu por 3 a 2 a equipe gaúcha, que tinha Celso Roth no comando. A vitória amanhã é de enorme importância, não só para por fim a esse tabu contra o Inter, mas conquistar os três pontos em casa e recuperar a auto estima do time.

“Não tem coisa pior do que chegar aqui depois de quatro resultados negativos. Espero que na sexta-feira quem vier para a coletiva possa estar mais sorridente e falando de coisas boas”, disse o zagueiro Réver.

0 comentários:

Postar um comentário