02/05/2011

Mascotes Do Galo: “Galo Doido”



Em Minas Gerais, o Atlético Mineiro foi o primeiro clube a criar a fantasia de mascote. Em 1976, foi lançado o primeiro "Galo" que acompanhava as crianças e os jogadores na entrada em campo. Coube ao diretos de Relações Públicas da época Ronan Ramos Idealizar a Fantasia sempre Vestida por "Ligeirinho" funcinário que até hoje trabalha no Atlético. A iniciativa permanece até hoje e o Mascote, batizado pela torcida como 'Galo Doido’, apelido criado por Eduardo Schechtel (Dudu), é garantia de animação nas partidas do Atlético Mineiro no Mineirão.

Na década de 40, o chargista Fernando Pieruccetti, o Mangabeira do jornal "A Folha de Minas" recebeu a missão de conceder a cada clube do futebol mineiro um mascote. Algumas pessoas queriam que um pequeno índio fosse o mascote atleticano. Entretanto, Mangabeira preferiu oGalo carijó, aproveitando-se da simpatia que os torcedores tinham com o animal. Mangabeirajustificou a escolha com as seguintes palavras:

"O Atlético Mineiro sempre foi um time de raça. Mais parece um galo de briga, que nunca se entrega e luta até o fim!" (Fernando Pieruccetti, o Mangabeira).

Mangabeira foi o criador, porém o maior divulgador do Mascote foi o lendário jogador Zé do Monte, que defendeu o Atlético Mineiro nos anos 1950. No período em que atuou no clube, Zé do Monte sempre entrava em campo segurando um Galo Carijó. E após a conquista do pentacampeonato estadual de 1952 a 1956, a torcida atleticana adotou o grito de "Galo!",entoando-o nos estádios por onde o Atlético Mineiro joga.

A idéia do Galo, concebida pelo chargista Mangabeira, é considerada por muitos um grande achado que, ressalvava as devidas proporções, assemelha-se às descobertas de grandes inventores. O Mascote Galo transmite não só a idéia de bravura e de coragem, mas de fé, lealdade e liberdade. Vide a "Missa do Galo" no Vaticano. Vide quando Pedro negou a Jesus Cristo por três vezes e o Galo cantou, advertindo sobre a deslealdade do apóstolo. Vide o Galo da Madrugada, famoso bloco carnavalesco pernambucano que é sinônimo de festa e liberdade

Fato é que em qualquer lugar do Mundo, o Clube Atlético Mineiro é mais conhecido por seu Mascote do que pelo seu nome Institucional.

Idolatrado pelas crianças, desde 2005 o Galo Doido participa de diversas ações sociais em hospitais, escolas e entidades beneficentes, ONG's, homenagens a personalidades ilustres e eventos comerciais. Além disso o Mascote marca presença em todos os jogos do CAM no Mineirão e em algumas cidades do interior de Minas Gerais.

Desde de janeiro de 1999 o Atlético homenageia desportistas, torcedores ilustres, personalidades, artistas, clubes de futebol, políticos, autoridade, entidades e organizações que, de alguma forma, engrandecem ou divulgam o nome do clube, com o "Galo de Prata" que é a comenda maior do clube.

Pessoas Ilustres que já receberam o Galo de Prata:

Jota Queste e Wilson Sideral

Daniella Cicarelli e Natália Guimarães

Antônio A. Anastasia e Mangabeira

Clube Atlético Mineiro

@moraesjoice13


Fontes:
Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Clube Atl%c3%A9tico Mineiro
Clube Atlético Mineiro: www.atletico.com.br/site/

2 comentários:

Postar um comentário