21 de jun de 2015

Galo 2x0 Flamengo - Avaliação dos jogadores

Mais um jogo do Galo, dessa vez sem espetáculo, mas sem jogar mal. Time foi eficiente e jogou bem, achando o nível entre velocidade e técnica e responsabilidade tática.

Apesar do mal começo, onde o objetivo era segurar o impeto inicial do Flamengo o Galo a partir dos 20 minutos começou a gostar do jogo e então fazer o seu. Como no post anterior, onde afirmei que o Galo se saiu vitorioso nesse campeonato quando foi eficiente no primeiro tempo. Galo se segurou bem e marcou os dois gols da tranquilidade no primeiro tempo. Após o inicio do segundo tempo, Galo simplesmente mandou no jogo, com a zaga crescendo sobre o ataque adversário e o campo de ataque livre para que o Galo circulasse. O ataque não funcionou no segundo tempo, mas não precisava mais porque a vitória estava garantida. Segunda vitória fora de casa, Galo caminha para um bom campeonato se conseguir aliar os pontos ganhos fora com as vitórias dentro de casa.

Paciência e compreensão da torcida serão de suma importância, uma vez que o próprio presidente confessou que as dividas batem a porta pois o acerto com o Refis ainda não foi homologado. Bola pra frente que ainda teremos 30 batalhas! A guerra não está ganha e também longe de estar perdida.


Victor (7,0): Seguro, Victor cresceu e fez sua melhor partida. Sem ter tido nenhuma defesa difícil para fazer, ele ganhou todas as disputas no ar foi na bola em todos os chutes á gol.

Patric (7,0): Equilibrado entre defesa e ataque, se aventurou como atacante e chegou a chutar a gol, mas seu bom desempenho mesmo foi pelo número de bolas roubadas e a cobertura feita na lateral direita. As melhores chances do Flamengo não foram pelo seu lado.

Leo Silva (7,5): Não perdeu nenhuma disputa aérea ou no chão. Cresceu pra cima dos atacantes e garantiu a vitória do Galo.

Jemerson (7,5): No mesmo nível do companheiro que formam uma dupla perfeita.

Douglas Santos (6,0): Dessa vez o lado esquerdo sofreu mais, e apesar de alguns erros de passe e falta de cobertura ele se saiu bem. Se limitou a marcação e foi o equilíbrio do time no jogo.

Rafael Carioca (7,0): Mais um baita jogo. Marcou bem, deu bons passes e soube se posicionar e orientar os meias.

Dátolo (7,0): Mais participativo, fez a bola chegar ao ataque com bons passes e lançamentos. Dessa vez, recuou e participou do meio campo e ajudou na defesa.

Giovanni Augusto (6,5): Participou menos do ataque e não recompôs tão bem quanto o Dátolo, mesmo assim não fez uma má partida.

Maicosuel (7,0): Uma das melhores partidas dele pelo Galo. Apesar de não ter feito gol,jogou com confiança, driblou e foi a válvula de escape para o ataque.

Thiago Ribeiro (6,0): Parece marcação individual minha, mas a cada jogo não entendo sua titularidade. Passes errados na defesa e no ataque destoando de todo o resto do time. Sua principal característica, a velocidade, não vem funcionado e ele não consegue ganhar na corrida de nenhum zagueiro ou lateral.

Pratto (8,0): O cara do ataque alvinegro no jogo, ele deu ótimos passes, fez um lindo gol e quase marcou mais. Melhor atacante do país na atualidade.

retirada do site goal.com 


Substitutos:

Donizete (7,0): Entrou para fechar os espaços e ganhou divididas e preencheu os espaços vazios da defesa. Cumpriu seu papel e ajudou a defesa a segurar a vitória.

Josué (6,0): Entrou já no fim e não comprometeu.

Dodo (6,0): Entrou para ajudar a puxar os contra-golpes,mas pouco criou no curto espaço de tempo em que esteve em campo.

2 comentários:

Até o momento do gol o galo não jogava bem, mas usou a inteligência explorou os erros do Flamengo, assim como outros times fizeram com o galo. Depois do gol ele achou seu jogo, poderia ter feito 3. Acho que poderia colocar o Cardenas e não o Dôdo.
Valeu.

Concordo contigo Adalberto. Segundo tempo teve caixa pra mais, mas pecamos no último passe e nos contra ataques. To querendo ver o Cárdenas nesse meio campo também, talvez com Dodo saindo agora pra seleção sub-23 ele tenha mais espaço.

Postar um comentário