28 de jan de 2014

E o ano começa oficialmente para o Galo






Faaalaaa, Massa!!!!!

A temporada 2014 começa oficialmente para o Atlético às 19h30 desta quarta-feira, no jogo contra o Minas Boca, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. A partida será a estreia do Galo no Campeonato Mineiro, e acontece apenas nove dias depois dos jogadores considerados titulares voltarem das férias. O duelo contra o caçula do Estadual ainda vai marcar o início da era Paulo Autuori no time.

O treinador substitui Cuca, que deixou o comando técnico do Atlético após o Mundial de Clubes e foi para o futebol da China. Como os últimos trabalhos de Autuori foram ruins, a torcida atleticana ainda tem desconfiança do novo comandante, mas a diretoria alvinegra confia que a equipe continuará brigando pelos títulos.

“Temos que fazer valer o grande diferencial do Galo. É a qualidade técnica. Fisicamente há uma defasagem grande em relação aos adversários. Mas minimizamos isso com o conjunto e a qualidade técnica”, disse Paulo Autuori, que já tem problemas para escalar o time no estadual.

Galo
O Galo terá duas mudanças forçadas em relação ao time que vinha jogando com Cuca na temporada passada. Ronaldinho está suspenso e Autuori não nenhum lateral-esquerdo disponível. Júnior César deixou o Atlético e Richarlyson está lesionado, assim como Lucas Cândido, que costuma atuar improvisado na lateral.

Com isso, Guilherme ganha a posição de Ronaldinho e na lateral Michel, que é ala pela direita, deverá ser improvisado no setor. O argentino Dátolo também chegou a treinar como lateral, mas, Michel acabou treinando a maior parte do tempo na posição e acabou sendo o escolhido para o jogo desta quarta-feira.
R10 foi expulso no Mundial de Clubes do Marrocos, e a diretoria do Atlético entende que ele deve cumprir a punição na primeira partida oficial subsequente. Guilherme fica com a vaga entre os titulares e lamenta o pouco tempo de preparação, mas entende que, apenas com a sequência de jogos, a equipe encontrará a melhor forma física.


“A gente se superou para estar em condições, ninguém quer ficar de fora. E a condição física vai ser alcançada também nos jogos. É diferente o jogo do treinamento ou do jogo-treino. Podemos trabalhar muito nos treinos, mas são os jogos que nos dão a melhor condição física. Mas, diante de tudo que foi trabalhado, já temos condição de mostrar mais ou menos o que o treinador quer”, declarou.

Minas

O adversário do Galo nesta quarta-feira tem apenas dois anos de vida e se orgulha de já ter conseguido chegar à elite do futebol mineiro. O time é praticamente um desconhecido até para os moradores de Sete Lagoas, que pouco conhecem da história do clube que vai representar a cidade. O nome Minas Boca e uma espécie de homenagem feita pelo presidente da equipe, Edson Paredão, que tem admiração Boca Juniors, da Argentina.


O mascote é o João de Barro, e Edson Paredão, além de ser presidente, é dono do time, comprado por R$ 1 milhão, e que passou a ter o nome oficial de Minas Boca Futebol LTDA. O objetivo no Estadual é se manter na primeira divisão, qualquer coisa, além disso, será considerado lucro. Os destaques do Minas Boca são: o técnico João Carlos, ex-zagueiro das Maria, o zagueiro Micão, ex-América, os meias Eli Tadeu e Radar e o atacante Fábio Júnior, que deixou o Coelho.

MINAS BOCA X ATLÉTICO
Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 29 de janeiro de 2014, quarta-feiraHorário: 19h30 (de Brasília)Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF-MG)Assistentes: Janette Mara Arcanjo (FIFA/MG) e Celso Luiz da Silva (CBF/FMF)
MINAS BOCA: Cristiano; Rafael, Micão, Reginaldo e Leandro; Pablo, Jonatas, Radar e Robert; Dalmo e Fábio Júnior
Técnico: João Carlos
ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Michel; Pierre, Josué, Diego Tardelli e Guilherme; Fernandinho e Jô
Técnico: Paulo Autuori

Saudações Alvinegras!!!
@SamukaS9

1 comentários:

O galo vai ter um ano muito bom. tem que ter elenco, manter até os jogadores que normalmente seriam emprestados, como o R. oliveira e o Leonardo, ambos melhores que Leleu.

Postar um comentário