17 de jun de 2012

Dessa vez fez falta!


Pela segunda vez nesse ano a torcida do Galo conhece a derrota. E essa apesar de ser normal, foi muito sofrida pela torcida, que esperava no mínimo um empate fora de casa.


Mas o resultado não é desesperador. Acho que a torcida está caindo na onda da imprensa mineira que quer desestabilizar o clube mais equilibrado de Minas Gerais.

O Galo está no caminho certo e não adianta dizerem que não. Falta Goleiro? Falta sim, mas se a cada mal partida dos jogadores os torcedores pedirem uma barca de contratações, isso nunca vai dar certo.

O jogo começou com o Galo em cima, mas o time mais uma vez desperdiçou inúmeras chances de gol. Em uma falha coletiva pelo lado esquerdo, o São Paulo saiu na frente com gol de Luís Fabiano, que dentro do Murumbi costuma aterrorizar os adversários.

Mas de São Paulo não passou disso, criou pouco, teve poucas chances e após o gol, recuou de vez. Mas o problema maior foi que o Galo não foi pra cima, não foi aguerrido, não teve sede da vitória. Continuou jogando como se ainda estivesse empatado.

No segundo tempo voltamos a errar gol que certamente irão fazer muita falta. Fim de jogo e o São Paulo venceu em casa, com o time titular um grande time, nada de mais, méritos para o time deles.

Agora não podemos comparar nossa campanha até agora com outras equipes. Só quando todos jogarem contra todos e que veremos quem realmente foi melhor. Um time que vence o Sport e o Figueirense dentro de casa, não dá pra comparar a quem vence o atual campeão e o Palmeiras fora de casa. Ambos semifinalistas de Libertadores e Copa do Brasil respectivamente.



Ao final do jogo uma declaração chamou a atenção. Eu que sempre critico o Bernard achei bacana o modo como ele abaixou a cabeça e reconheceu o mal desempenho nas últimas 5 partidas: “A finalização é que não está saindo. Estou correndo, estou dando raça pelo time, mas não está adiantando. Então, se não está adiantando, eu tenho que rever tudo que eu estou fazendo, tudo que estou rendendo dentro de campo. Se continuar um atacante errando esses gols aí, eu não vou sobreviver no futebol”.

Próximo jogo do Galo agora, é contra o todo poderoso Náutico no qual o time sim é obrigado a vencer. Não iremos contar com Pierre suspenso, mas teremos a volta de Marcos Rocha que ficou suspenso nesse jogo. Carlos César que o substituiu nessa partida foi perfeitamente horroroso, errando tudo que tentou.

O momento é de unirmos força, de fecharmos com a equipe. O time está ai, não é perfeito, não é excelente mas também não é pior do que a maioria das equipes da Seria A.
Nossos melhores times, sempre tiveram superações, nunca existiu um time 100% perfeito em todas as posições, exceto nos anos de 1978 a 1985, época de maior sucesso do Galo dentro de campo, o que também não nos ajudou a conquistar nenhum título de expressão.

É ter confiança, ou melhor, é hora de sermos atleticanos, de apoiarmos a equipe até o apito final, é lotar a nossa casa todos os jogos. Tendo isso, tenho certeza de que meio caminho está andado, com a força da massa não terá adversário capaz de vencer em nossos dominiosa.

#GaloSempre

0 comentários:

Postar um comentário