13 de jan de 2012

Sexta-feira 13 e 13 é Galo!



Sexta-feira 13 é dia de maldição, de coisas ruins acontecerem. Um dia das bruxas fora da data. Mas para os atleticanos essa data não é tão ruim assim, já que 13 é Galo.

E talvez esteja ai o maior problema do Galo, o 13. Se realmente esse número da azar, pode ser que a zica do Galo tenha vindo dele. A tão famosa bruxa que assombra o Galo desde o inicio dos tempos.

Não sei quando o número 13 foi relacionado ao Galo, mas sei que o Galo foi relacionado ao Atlético em 1945 quando " o chargista Fernando Pierucett, a pedido do Editor do Jornal Folha de Minas, o jornalista Álvares Maciel, recebeu a incumbência de desenhar o mascote do Clube Atlético Mineiro e de outras equipes mineiras."
"Com o objetivo de encontrar um “mascote” que se identificasse com a torcida e com o Clube, Mangabeira redesenhou o Galo forte vingador. “O Atlético sempre foi um time de raça. Mais parece um galo de briga, que nunca se entrega e luta até morrer”, disse o chargista. "

Mas não foi a partir daí que a Zica se instalou. Até 1971 tudo dava certo para o Galo. A partir de então o Galo não conseguiu jamais repetir o feito e ser o melhor do país e nem de perto chegou a ser o melhor da América. Aliás, chegou perto sim, mas a zica tratou logo de retirar todas as chances de conquista.

O melhor time do Galo de todos os tempos ocorreu na mesma época em que o Flamengo teve seu melhor time. Mas a zica jogava contra nós, e de 1980 a 1984 o nosso melhor time da história não conseguiu nenhum título de expressão, ao contrário do Flamengo que foi campeão de tudo no mesmo período.

Mas a maior zica foi mesmo na Libertadores. Em um lance em que o Galo queria bater uma falta rápida Reinaldo trombou com o arbitro que imediatamente o expulsou. Os jogadores do Galo não se conformaram e mais 4 foram expulsos acabando assim a única partida de fase final de competições continental a terminar por falta de atletas. E claro só podia ter acontecido com o Galo.

O maior time prejudicado pela arbitragem, o time mais zicado em termo de lesões, e de grandes jogadores e craques que não se deram bem com a camisa alvinegra.
São inúmeros jogos em que perdemos por causa de arbitragem, inúmeros jogadores que não conseguiram repetir seus feitos com nossa camisa.

Não se pode culpar o número e nem o mascote, mas que no fundo todo atleticano sabe que essa zica existe. Ela é incontestável, irritante e imortal. Pode ser culpa dos árbitros, centenas deles, ou outra centena de jogadores descompromissados, ou talvez dezenas de presidentes e diretores diferentes?

Mas como já dizia o sábio Carlos Drumonnd o atleticano torce contra o vento. E é com esse lema que levantamos todos os dias, lemos jornal, entramos na internet e vamos pro estádio sonhando em que um dia a zica nos deixará ou que seremos mais fortes que ela e que ainda seremos campeões outra vez, e voltaremos a se orgulhar do nosso presente.

Força Galo, estamos com você!

Saudações Alvinegras @ThalesEduardo13

Curta Nossa página no face
Siga-nos no twitter

Confira no vídeo abaixo a mais vergonha da arbitragem mundial


"" trecho retirado do Galo Digital.
Imagens google.


1 comentários:

Independente de todas as robalheiras contra nosso galo,estamos aí , cada vez mais fortes, e sempre com aquela esperança que o próximo ano será melhor. E essa estória que 13 é número de azar , é balela, futebol não tem isso, tem planejamento,competência, treinamento e o mais importante, concentração quando entrar em campo. O time desse ano é muito parecido com aquele formado em 2009, muita velocidade, só que esse ano o plantel é bem melhor.
E pra finalizar, 13 é galoooo!!!!

Postar um comentário