24 de jan de 2012

Said, um dos integrantes do "Trio maldito"!

Said Paulo Arges ou somente Said nasceu no dia 8 de outubro de 1905 e é natural de Congonhas, com toda certeza pode ser considerado um dos maiores jogadores da história do Atlético, é o sexto maior artilheiro do clube e foi um dos integrantes do famoso trio maldito que brilhou no fim da década de 30 até o início da década de 30.

Sem dúvida alguma ele era um apaixonado por futebol e jogava com amor a camisa do Galo, dizem que ele afirmava que se pudesse ficaria 24 horas por dia jogando futebol talvez esteje aí o motivo de ter se destacado tanto, pois o amor a profissão é essencial para se obter sucesso. Por causa do seu amor ao futebol Said atrasou muito a sua faculdade de direito, formou 10 anos depois do que seria o regular. Apesar de parecer ser um sujeito sério ou mal humorado, bastava passar 5 minutos ao lado de Said para ver que na verdade ele é um boa braça.

O famoso trio maldito era formado por Said, Mario de Castro e Jairo, para saber o porque desse nome basta olhar as estatísticas de maiores artilheiros do Galo, em terceiro está Mário de Castro com 195 gols e em sexto Said com 142, Jairo não costa entre os 10 maiores artilheiros do Galo mais foi essencial para o sucesso daquele trio. Com aquele trio o Atlético parecia invencível, em suas partidas o time era agressivo e não se intimidava contra nenhum adversário.

Partidas marcantes de Said:
GALO 4x2 Corinthians: Em 1929 na inauguração do Estádio Antônio Carlos conhecido como Estádio de Lourdes, naquela ocasioão o Galo venceu o Corinthians por 4x2, com 3 gols de Mário de Castro e 1 de Said.
GALO 3x1 Vitória de Setúbal: Essa partida foi a primeira partida internacional disputada por um clube de futebol brasileiro, e vencemos o campeão português com 2 gols de Mário de Castro e 1 de Said.

Títulos:
Campeonato mineiro de 1927, 1931 e 1932.

Said está circulado de amarelo




Para curtir a nossa página no facebook é só clicar no link abaixo:
Sigam agente no twitter também:



@diegopantuza



0 comentários:

Postar um comentário